Tipos de financiamento bancário

Publicado em 19/11/2019 por Daniella Bertoli

Os financiamentos podem ser realizados com a utilização de recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) ou pelo SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo). E a opção de financiamento direto com a construtora. 

FGTS

O financiamento pelo FGTS, faz parte do SFH (Sistema Financeiro de Habitação), onde o valor do imóvel e do financiamento tem limites que podem variar. Só podem participar pessoas com uma determinada renda familiar máxima. As taxas de juros são mais baixas do que no SBPE.

SBPE

Financiamento pelo SBPE, não há limite de renda. Se o imóvel estiver nos limites do SFH, as taxas de juros não podem ser superiores a 12% ao ano. Quando o financiamento é feito pelo SBPE e fora dos limites do SFH, as taxas de juros podem ser acima de 12% ao ano.

Construtoras

Para os financiamentos direto com as construtoras, existe uma maior flexibilidade de negociação, não há imposição de limites sobre valores e rendas, porém os riscos são maiores para os compradores. As construtoras podem financiar a obra com algum banco. Neste caso o imóvel ficará hipotecado a essa instituição financeiro. Caso a construtora venha a falir e deixar uma dívida, o consumidor pode perder a casa.

Outro ponto a ser acompanhado junto a construtora, é que assim que quitar o imóvel, o comprador deve exigir a construtora que retire a hipoteca. A comprovação é feita através da Matrícula do Imóvel, certidão esta emitida por Cartórios que informará que o imóvel adquirido está livre de ônus de ações reais.

Antes de financiar um imóvel junto a uma construtora, o mais importante é visitar outros imóveis feitos por ela e consultar a idoneidade da mesma.


As obrigações dos compradores com o financiamento assumido devem ser cumpridos. Em caso de inadimplência, se o comprador deixar de pagar as parcelas antes de quitar a dívida adquirida, o banco pode entrar com uma ação judicial para ficar com o imóvel, que será leiloado. Este valor será usado para pagar a dívida da pessoa com o banco e as despesas judiciais. Em caso de atraso o comprador deve ficar atento à multas e aos juros cobrados ao mês.

Para esclarecimentos sobre os tipos de financiamento bancário, procure um corretor de imóveis, ele poderá lhe orientar quanto a opção de financiamento que mais se enquadrará no seu perfil.