Design Industrial aplicado em residências

Publicado em 19/03/2021 por Marciane - Urbana

A famosa capital do mundo, Nova York, foi responsável por criar um conceito único que perdura até os dias de hoje: o design industrial. Foi entre os anos 50 e 70 que ele começou a fazer parte da decoração, visto que nessa época, muitas empresas foram abandonadas, abrindo espaço para a transformação de galpões e estúdios em residências. Os espaços amplos, feitos com tijolos e tubulação aparentes, madeira, metal, concreto e, claro, grandes janelas, serviram de referência para a decoração de casas modernas, que dispensam paredes a fim de criar espaços integrados e funcionais.


Então, se você gosta de uma decoração moderna e diferente, não deixe de acompanhar o post de hoje e veja como incluir o design industrial em sua casa.


Características do design industrial

Ainda que esteja em alta, a decoração industrial pode causar dúvidas sobre o que é e o que não é considerado design industrial, mas existem algumas características bem marcantes. Por exemplo, a decoração indústria geralmente possui ambientes amplos e integrados, principalmente devido à sua origem dos galpões industriais. É claro que não é preciso ter uma casa integrada com os quartos, mas com alguns detalhes é possível definir esse estilo.

Além disso, as tubulações aparentes também são marcantes nesse estilo, com tubos de metal que recebem a fiação da casa. Elas podem ser feitas com metal de acabamento envelhecido ou pintadas com alguma cor que combine com o estilo do espaço. Além disso, os revestimentos das paredes também devem ser escolhidos com atenção, optando por tijolinho à vista ou parede de cimento queimado, visto que oferecem maior aconchego para o ambiente.


Como incluir o design industrial em sua casa?

Veja agora como você pode aplicar o design industrial em sua residência:


Sala

A sala é um dos principais ambientes de um imóvel e sua decoração precisa estar de acordo para tornar o local mais bonito e agradável. Sendo assim, o design industrial, como falamos, une a estética contemporânea com a funcionalidade necessária para o dia a dia. Para a sala, você pode apostar em paredes de tijolo à vista, assim como um bom projeto de iluminação. Incluir alguns detalhes em madeira, como no piso, nichos ou móveis, também pode deixar o ambiente bem confortável.


Quarto

Ainda que o quarto precise refletir a personalidade do dono, na decoração industrial o ideal é investir em elementos como madeira, cimento queimado e tijolinho à vista na parede, que contribuem para sensação de aconchego.


Além disso, você ainda pode incluir elementos decorativos para deixar o espaço alegre, como luminárias. Já para um espaço mais leve, plantas suspensas ou em vasos também são uma ótima opção!


Iluminação

Como falamos, as janelas amplas são características da decoração industrial e auxiliam tanto na iluminação, quanto na circulação do ar. Contudo, é preciso atentar-se aos materiais para não destoar da decoração. Portanto, o ideal é apostar em janelas e portas que tenham acabamento em aço ou ferro, e que sejam complementadas por vidros a fim de contribuir ainda mais para a iluminação natural. Para a iluminação artificial, além de um bom projeto, é possível apostar em pendentes e trilhos de iluminação, que contribuem para um visual mais industrial. Não se esqueça de utilizar lâmpadas amarelas, visto que deixam o ambiente mais confortável, ao contrário das brancas.


Móveis

Já para os móveis, o ideal é escolher os que tenham acabamentos em aço, ferro ou madeira de demolição. Vale lembrar ainda que em uma decoração industrial, sofás de couro em tons escuros, como marrom ou preto, também ajudam a criar um estilo diferenciado para o local. Já para eletrodomésticos, como fogão e geladeira, opte por modelos de inox, visto que eles promovem uma mistura de modernidade com o estilo industrial. Afinal, cores claras em eletrodomésticos, como o branco, podem quebrar toda a composição do ambiente. Veja o próximo tópico para entender mais.


Cores

Na decoração industrial, cores sóbrias como preto, cinza e branco, vão ser maioria. Contudo, isso não quer dizer que cores vibrantes e alegres também não possam fazer parte do ambiente. A diferença está no fato de que aqui elas farão parte apenas em alguns detalhes. Por exemplo, você pode apostar em uma sala que tenha o cinza como cor predominante, mas utilizar cores como o vermelho ou amarelo no sofá, ou até mesmo nos canos da tubulação. Tudo vai depender de seu gosto e criatividade.


Então, como você viu, o design industrial não apenas promove uma estética diferenciada, mas também contribui para melhor uso do espaço e funcionalidade no dia a dia. Contudo, caso esteja à procura de um imóvel, é preciso confirmar com a imobiliária a possibilidade de reformas no local, a fim de garantir a decoração ou reforma perfeita. Mas, se não gosta do famoso quebra-quebra, não deixe de informá-la quais as características que deseja encontrar no imóvel, a fim de agilizar o processo.