Imóveis na Quarentena: Onde buscar refúgio em meio a pandemia?

Publicado em 13/08/2020 por Marciane - Urbana

Refúgio, eis a palavra-chave no momento. Já falamos em vários conteúdos como a pandemia vem afetando de várias formas as pessoas, as medidas de isolamento social estão no estágio de afetamento mental. Com o distanciamento social e a privação de áreas de lazer, a procura por imóveis confortáveis aumentou relativamente. Por isso hoje vamos falar sobre: imóveis na quarentena.


A mudança de hábitos com a crise, modificou comportamentos e começa a redesenhar a forma de viver de grandes centros. A demanda por imóveis na quarentena maiores ou com cômodos mais demarcados subiu drasticamente.


Pesquisas realizadas no setor, apontam que desde Abril até Maio houve um aumento significativo de 67% na aquisição de imóveis com quatro quartos, de dois a quatro quartos mais modestos ficou em 6% e de um quarto para 8%.


A aquisição de casas com ambientes próprios e áreas fechadas externas aumentou para 76% e só a procura por casas foi para 42%. E o motivo é mais simples do que nunca: privacidade.


Como a privacidade aguça os imóveis?

É simples. Antes da pandemia o quadro social eram de pessoas em sua grande maioria casais ou famílias que tinham uma rotina intensa. A grande parte do dia estavam afastado em relação ao trabalho e só se encontravam a noite e portanto espaços pequenos e apertados não gerava desconforto.


Então com a pandemia, houve a modificação de trabalho para home office o que em muitas residências se torna inviável uma estação de trabalho adequada e então o que era pequeno se torna menor ainda. Essa é a primeira dificuldade e aí começa a procura por imóveis na quarentena com cômodas extras para escritórios.


Privacidade

Além do problema da estação de trabalho, muitas família esbarraram no monstro da privacidade. Imagine que antes você saia, conversava com amigos, ia as suas consultas no psicólogo com frequência. Agora com o isolamento social, tudo é feito via internet e se o seu espaço é apertado ou sem portas, ou extremamente próximo um do outro. O que era seu, vira nosso.


Com isso, acaba obrigando os demais participantes da casa a dar espaço ou ficar confinado com você nele e isso impulsiona ainda mais imóveis com espaço bem delimitados e consecutivamente maiores.


Lazer

Se não bastasse problemas de espaço e de privacidade, agora chega mais um que é a parte social. Antes da pandemia, você poderia sair com amigos para espairecer e agora que isso não é possível? Todo ser humano precisa de um momento de lazer e relaxamento.


E começam a perceber que suas casas antes pequenas e apertadas nunca tiveram espaços com áreas externas, jardins, sacadas etc. Então, você fica 24 horas no mesmo ambiente vendo as mesmas coisas sempre. Então a procura por imóveis maiores, bem delimitados, com mais cômodos e áreas externas para lazer aumentou também.


Portanto muitas pessoas estão buscando fontes de renda como financiamento, já que a crise baixou a taxa de Juros SELIC que influencia diretamente no ramo imobiliário, e ainda é possível aliar ao FGTS com as inúmeras facilidades governamentais e pronto: imóveis na quarentena encontrados com sucesso.


Localização

É claro que a localização se torna mais importante do que nunca, a busca por imóveis maiores e bem delimitados também é afetado pela sua região. As pessoas estão associando que se o ritmo de trabalho diminuiu e os deslocamentos são desnecessários devido ao home office, a necessidade de residirem em grandes centros também.


Além do que, nessa pequena associação existe a dúvida interna de que regiões menores abrigam menos pessoas e portanto o índice de possível contaminação é menor. Então a busca por imóveis na quarentena que sejam mais afastados, nas áreas suburbanas ou interior se torna uma tendência muito maior.


Inclusive imóveis em regiões sazonais, por exemplo casas de campo ou praia, unem todos as necessidades da pandemia e ainda uma paisagem imutável e ao mesmo tempo belíssima. Claro que ainda são prezados, boa localização e serviços próximos, principalmente entregas e centros comerciais e bancários.


Com a facilidade da internet, a busca por esse tipo de imóvel vem crescendo e se concretizando. Sem a real necessidade de visitação presencial, documentação enviada online com assinatura e certificado digital, inclusive os bancos estão aceitando todas as negociações financeiras online também, fica difícil não conseguir o seu refúgio na quarentena